No Brasil, o dia do médico é comemorado todo 18 de outubro, assim como em outros países como Portugal, Itália, Espanha, Inglaterra, Bélgica e Polônia. A data foi escolhida porque é o dia de São Lucas, um dos apóstolos de Jesus, que acredita-se ter escrito os livros Atos dos Apóstolos e um dos Evangelhos da Bíblia. Em seus textos é comum encontrar histórias de muitos milagres, inclusive os voltados à cura de doentes. Além disso, São Lucas estudou medicina em Antioquia, local que atualmente é conhecido como Turquia, e foi chamado por um de seus companheiros apóstolos, Paulo, de “amado médico”. São Lucas é também considerado o patrono dos médicos há muitos anos, desde o século XV.

O dia do médico muda de país para país, e a escolha da data passa pelos mais diversos motivos. Se por aqui foi escolhido o dia de São Lucas, nos Estados Unidos o dia foi escolhido para comemorar a primeira anestesia dada em um paciente, que ocorreu em 30 de março de 1942. A data não foi comemorada sempre neste dia, mas há indícios de que já era considerada o dia do médico desde 1930. Porém, somente em 1990, o então presidente George W. Bush oficializou, através de lei.

Na América Latina, com exceção do Brasil, comemora-se o dia do médico em 3 de dezembro, para homenagear o Doutor Carlos Finlay, que foi o responsável pela confirmação de uma teoria que indicava o mosquito Aedes Aegypti como um dos responsáveis pela propagação da febre amarela.

Atravessando o mundo, temos ainda a comemoração do dia do médico no Irã, que é feita no dia de Avicena (22 de junho), que escreveu diversos tratados, incluindo assuntos como medicina e a filosofia. O mais famoso de seus textos é o chamado The Book of Healing (O Livro da Cura), que foi utilizado em diversas universidades na época medieval.

Na Índia, o dia do médico é comemorado em 10 de julho, em homenagem ao médico chamado Bidhan Chandra Roy, que estudou medicina na Universidade de Calcutá, foi ministro chefe de Bengala Ocidental e fundou cinco cidades.

Atentos à dor alheia e dispostos a salvar, os profissionais que fizeram o juramento de Hipócrates, independentemente da idade, do número de anos trabalhados ou do lugar que habitam e atuam, sabem que o valor maior do ofício está em cuidar dos pacientes em prol do bem maior: a vida.

O Instituto Solidário e a Direção do Complexo Estadual de Saúde da Penha parabenizam os médicos e as médicas do Hospital Estadual Getúlio Vargas e UPA Penha 24h. A estes profissionais, os agradecimentos, admiração e respeito!