O Secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Chaves, esteve na manhã do dia 11/10/20, domingo, no Complexo Estadual de Saúde da Penha para realizar uma inspeção técnica no Hospital Estadual Getúlio Vargas e na UPA Penha 24h. Acompanhado da equipe da Secretaria, o titular da saúde fluminense afirmou que várias medidas serão adotadas imediatamente pela SES-RJ para melhorar as condições de atendimento ao público.

O Diretor Geral do Complexo, Dr. Paulo Ricardo Lopes da Costa, a Diretora Técnica, Dra. Flávia Nobre, e a Gerente de Enfermagem, Enfermeira Lilian Simone, acompanharam a visita e apontaram os pontos mais frágeis das Unidades. Apesar de o HEGV estar em funcionamento, serão necessárias diversas intervenções. O representante do Conselho Gestor e membro da Associação de Moradores da Merindiba, Luiz Cláudio, também estava presente.

Na UPA Penha 24h, onde há várias inconformidades que demandam reformas com urgência, serão também adotadas medidas através de resolução em caráter de emergência para melhorar o fluxo do serviço prestado aos usuários.

Na ocasião, ficou agendada uma reunião na Secretaria com a Direção do Complexo e o Instituto Solidário, Organização Social de Saúde gestora do HEGV e UPA Penha 24h. O encontro servirá para definir as providências que serão tomadas, que envolverão esclarecimento das inconformidades, controle de recursos humanos, obras para manutenção e reformas nas estruturas, incluindo os elevadores e climatização de enfermarias do Hospital, forma de contratação de médicos, acolhimento e humanização, além das condições de risco nas Unidades.

O secretário destacou que o serviço vem sendo prestado com qualidade, mas deve ser aprimorado: “Encontramos inconformidades que serão corrigidas com urgência, mas devemos reconhecer que o Hospital tem muitas coisas boas, não estava lotado, não havia pacientes nos corredores, a Unidade estava bem limpa. Os problemas estruturais serão resolvidos”.

As visitas de inspeção técnica fazem parte do planejamento da Secretaria para reconhecer os problemas existentes e buscar soluções para as Unidades de saúde de urgência e emergência do Estado do Rio de Janeiro.

Foto: Mauricio Bazilio.