Amarelo, vermelho, verde, dourado. O mês de setembro ganhou muitas cores para levantar bandeiras de alerta sobre males que colocam em risco a saúde da população. Setembro é amarelo para prevenir o suicídio; verde para incentivar a doação de órgãos, lembrar das pessoas com deficiência e sobre a prevenção do câncer no intestino; vermelho ao alertar sobre as doenças do coração; e dourado é sobre a importância de se atentar aos sinais e sintomas sugestivos do câncer infantojuvenil. Neste mês multicolorido, as datas são uma forma de abordar os temas e levar mais informação para as pessoas.

A campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio associa a cor amarela ao mês do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). É encampada pelo CVV, uma associação civil filantrópica, sem fins lucrativos, que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar. Os atendimentos são realizados sob total sigilo e anonimato, pelo telefone 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente nos 110 postos de atendimento distribuídos pelo Brasil ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail.

A Campanha Nacional para a Doação de Órgãos e Tecidos, também chamada de Setembro Verde, foi idealizada pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), em alusão ao Dia Nacional de Doação de Órgãos, celebrado em 27 de setembro. Para ser um potencial doador, não é necessário deixar algo por escrito. Porém, é fundamental comunicar à família o desejo de doação.

Setembro também é verde para lembrar o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, cuja data oficial é o dia 21. É uma forma de conscientizar sobre a integração desta parcela da população na sociedade de maneira igualitária, assim como o combate a diferentes formas de discriminação e preconceito.

É, ainda, o mês de conscientização sobre o câncer do intestino. Promove a campanha a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), que visa informar sobre a importância de realizar ações preventivas contra a doença.

Com relação ao Setembro Vermelho, a ação pretende diminuir o número de casos de infartos, derrames e outras complicações cardiovasculares, que ainda são uma das maiores causas de mortes no mundo. Ela foi criada devido ao Dia Mundial do Coração, que tem sua data oficial comemorada no dia 29 de setembro. Ficar atento ao nível de colesterol e pressão arterial, cultivar bons hábitos alimentares, seguir uma rotina de exercícios e fazer exames periódicos são cuidados fundamentais para manter a saúde do seu coração em dia.

O Setembro Dourado, iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc), é um movimento nacional que tem como objetivo conscientizar a população, principalmente pais e profissionais de saúde, sobre o câncer infantojuvenil. A ideia é ampliar o debate sobre o assunto e chamar a atenção para a importância do diagnóstico precoce da doença, que aumenta as chances de cura em até 70%. Além disso, quando diagnosticada em fase inicial, é possível um tratamento menos agressivo, preservando a qualidade de vida dos pacientes.

A criação das cores para cada mês do ano tem o objetivo de alertar sobre certas doenças e divulgar o esforço de diversas pessoas e instituições sobre elas. O Instituto Solidário e a Direção do Complexo Estadual de Saúde da Penha apoiam a conscientização e as medidas de prevenção e combate às patologias.