O Brasil foi o primeiro país a ter um serviço obrigatório de segurança e medicina do trabalho em empresas com mais de 100 funcionários. Este passo foi dado no dia 27 de julho de 1972, por iniciativa do Ministério do Trabalho, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho e atualizando o artigo 164 da CLT. Por isto, a data foi escolhida para ser o Dia Nacional da Prevenção de Acidentes de Trabalho.

A celebração está pautada no valor da prevenção na vida das pessoas, na melhoria dos ambientes e na redução dos riscos existentes nos processos de trabalho, na qualificação do colaborador e na adoção de medidas preventivas.

O Instituto Solidário e a Direção do Complexo Estadual de Saúde da Penha acreditam que a cultura da prevenção faz a diferença na saúde e segurança dos seus profissionais. Segurança no trabalho é a arte de preservar a vida.