A saúde emocional é tão importante quanto a física. Manter os cuidados com a mente melhora a qualidade de vida e contribui para a diminuição da ansiedade e outros transtornos mentais comuns, principalmente durante o atual período de pandemia.

Para profissionais que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus, o medo e a incerteza são sentimentos habituais, já que a preocupação em contrair a doença e, até mesmo, transmitir aos familiares, é grande.

Com o objetivo de gerar saúde emocional, tranquilidade e bem-estar e, ainda, proporcionar um tratamento psicoterapêutico e acolhedor, o Instituto Solidário criou o PASC – Programa de Assistência à Saúde do Colaborador para os profissionais do Hospital Estadual Getúlio Vargas e UPA Penha 24h.

O trabalho consiste no atendimento psicológico, que visa entender e auxiliar, de forma individual, os colaboradores na superação de medos, angústias, insegurança e muitos outros aspectos emocionais que são desencadeados pela situação de pandemia. Dentre as ferramentas, estão o acolhimento, técnicas e dinâmicas, e engloba todos os plantões, com agendamento prévio.

“O objetivo é viabilizar que estes colaboradores possam ter a oportunidade de ter o atendimento psicológico e possam externar seus sentimentos e emoções diante da sua vivência pessoal frente ao Covid-19”, explica o Psicólogo TCC, Jorge Luís Ribeiro de Oliveira.

O especialista explica que, perante o momento atual vivenciado, muitos colaboradores manifestam alterações como estresse, ansiedade e depressão, fatores que acabam interferindo no desempenho das atividades e que, em alguns casos, podem ser cruciais para os resultados do tratamento de uma vida. Em resumo, para cuidar de vidas, é preciso estar bem cuidado.

“Vamos acolher, apoiar e ajudar no processo de fortalecimento dessas pessoas que precisam estar em equilíbrio para poder desempenhar todas as suas funções, seja no contexto social, familiar e, também, profissional. É um investimento no principal ativo do Instituto Solidário: as pessoas”, reforça Jorge Luís.