Com o objetivo de receber orientações sobre riscos e necessidades específicas de segurança contra incêndio em edificações assistenciais de saúde, propondo uma abordagem holística dos diversos desafios enfrentados nas unidades hospitalares, apresentando alternativas de solução e exemplos práticos, os colaboradores do Complexo Estadual de Saúde da Penha João Carlos de Lima (Coordenador Geral de Manutenção), Dr. Clávio Luiz Ribeiro Filho (Coordenador Médico), José Paulo Teixeira Azevedo (Coordenador da UPA Penha 24h) e Renan Oliveira de Souza (Engenheiro de Segurança do Trabalho) participaram, no dia 15/02/2020, do Fórum “Incêndios em estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS): estamos preparados?”, promovido pelo CREMERJ, SOMERJ e CBMERJ e ministrado por especialistas em engenharia de segurança contra incêndio.

A primeira palestra, “Incêndios em estabelecimentos assistenciais de saúde: prevalência no Rio de Janeiro e aspectos relevantes”, foi proferida pelo Coronel do CBMERJ Rogério Casemiro. Ele apresentou pontos a melhorar nas análises de risco, sequências de evacuação, medidas obrigatórias, prevenções e outros.

Na segunda palestra, dada pelo Major João Flavio Machado, foi apresentada uma linha do tempo com a evolução da legislação, das prevenções e a criação do Código de Segurança contra incêndio e pânico do Estado do Rio de Janeiro (COSCIP).

O terceiro bloco foi realizado pelo Coronel Elcio Carvalho, que alertou sobre as percepções de riscos, como possíveis acidentes que não nos damos conta, e a importância do gerenciamento do estresse nos profissionais da saúde em eventos críticos. Também mostrou conceitos básicos de ameaça, de vulnerabilidade e de risco.

Para o Instituto Solidário, medidas para mitigar riscos, como treinamento periódico e plano de contingência integrado com o poder público, investimentos e capacitação são fundamentais para evitar esse tipo de sinistro.